Amanda Guedes Bezerra

Categoria: Arte popular e Artesanato (produtos tridimensionais feitos à mão);
Artista: Amanda Guedes Bezerra
Problema: A pandemia surgiu de surpresa e alterou completamente nossa dinâmica de vida. Em consequência disso, veio o isolamento social; O que antes era visto como uma atividade "banal" do dia a dia, tornou-se um dos maiores desejos dos indivíduos, hábitos foram mudados, pessoas se distanciaram. O desejo de voltar à antiga rotina, rever os familiares, sair tranquilamente na rua, dar um simples abraço, realizar atividades simples do cotidiano tranquilamente é algo tão forte que pode resultar em um sentimento de desespero. Notícias ruins aparecendo o tempo todo na mídia, a preocupação tomando conta de cada um e a incerteza cada vez maior com o passar do tempo, o medo de se contaminar, medo de contaminar entes queridos, o receio da morte. Essa grande mudança desencadeou diversos problemas como, medo, falta de esperança, impotência, ansiedade, depressão, solidão, estresse, sofrimento mental, desamparo, alterações no sono, exaustão física e mental, pânico, raiva, instabilidade, dentre diversos outros. Quando se está em situação de quarentena/isolamento, a longo prazo, o ócio faz com que esses sentimentos se agravem de forma significativa e estudos comprovam que o número de pessoas cuja saúde mental é afetada tende a ser maior que o número de pessoas afetadas pela infecção.
Solução: Como solução para esses anseios em tempos de isolamento social, o presente projeto se trata de uma pintura, na qual carrega consigo elementos e símbolos que transmitem sentimentos opostos a tudo isso que a pandemia provoca. O objetivo dessa pintura é confortar o coração das pessoas e transmitir uma mensagem de esperança que dias melhores virão; Transportar o observador para uma atmosfera de sentimentos positivos em meio a todo esse caos que estamos vivendo. Carregando valor sentimental e regional, a obra foi inspirada na energizante música “Um pequeno xote” do grande artista paraibano Zé Ramalho, na qual fala sobre a importância da felicidade, saudade e vontade de viver. Apresenta figuras da cultura nordestina como a flor de mandacaru, galo de campina, borboletas do sertão, sol intenso da paraíba, mãos dadas, raios solares e cores vibrantes, elementos esses que simbolizam esperança, resistência, liberdade, paz, cura, acalento, felicidade, amor, companhia e solidariedade. ntitulada “Resiliência”, a obra de 50x80cm possui uma tecnologia de realidade aumentada, na qual utilizando o aplicativo Artivive (disponível para todos android e ios) o observador pode tornar a experiência mais imersiva além do que se vê pessoalmente.
Para votar, escolha apenas uma alternativa em cada critério.

Criatividade e Inovação

Valores Locais

Relevância Econômica